Aviso: Legislação Portarias Municipais (COVID-19)

Publicado em: 06/10/2021

Por:


Educação Ambiental retoma nas escolas palestras do projeto “O Mar é Nosso”

Compartilhe:


Foto Notícia

Iniciativa promove conhecimento aos alunos sobre o ambiente marinho e sua preservação


Por meio de palestras com informações, imagens e vídeos curtos, os jovens aprendem e discutem sobre a caracterização do ecossistema marinho, o ciclo d’água, a fauna, a cadeia alimentar marinha, a pesca predatória, ocupação desordenada, o aquecimento global, mudanças climáticas, riquezas do mar e muito mais.


Para a diretora do Departamento de Educação Ambiental da Seduc, Eliane Queiróz, o projeto possibilita aos alunos conhecer ações voltadas à minimizar os impactos ambientais causados pelo homem e promover uma mudança positiva dessa realidade. “Essa é uma excelente oportunidade de debatermos com os alunos sobre essas temáticas e eles também nos dão sugestões de ações que podemos realizar para preservar o meio ambiente marinho. Também estimulamos que eles levem a discussão para casa, junto às famílias, a fim de disseminar a importância da preservação do meio ambiente”, disse.


O projeto, que ocorre desde 2015, tem como objetivo promover mais conhecimento às crianças sobre o ambiente marinho e, principalmente, sua preservação. Em seu formato original, acontecem palestras dentro das escolas e os alunos também vão à praia para aprender na prática sobre todos os temas abordados. Por conta dos cuidados ainda tomados devido à pandemia, a retomada ocorre de maneira gradativa e, por enquanto, se limita às salas de aula.


Década do Oceano – Eliane ressaltou, ainda, que o momento é ainda mais propício para a retomada das atividades do projeto, uma vez que a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou que de 2021 a 2030 é realizada a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável – mais conhecida como Década do Oceano.


As “décadas” da ONU são movimentos que pretendem mobilizar estudiosos, gestores, políticos e sociedade civil a protegerem o oceano e a vida marinha. “Não podemos tirar o foco dos resíduos sólidos que estão prejudicando nosso meio ambiente. Por isso nossas palestras atuam no sentido de promover o desenvolvimento sustentável, fortalecer a gestão dos oceanos, zonas costeiras e, no nosso caso, os manguezais”, afirmou.


Desenvolvido por DPID | Departamento de Programas de Inclusão Digital
cidadaopg.sp.gov.br - Portal Educacional